sexta-feira, 25 de março de 2011

Um ano de blog, foi bom pra você?

Um ano de Papo, foi bom pra você? Por que pra mim foi o melhor ano da minha vida e escrever tudo que penso ou pensei, foi a melhor experiência desta minha antes insignificante existência, dividir com você toda a minha indignação, revolta, e piadas sem graça me fez melhor, e tudo que passou, passará e passarinho daqui para frente será e já está sendo visto e enfrentado com outros olhos, vejam que eu nem precisei passar por outro transplante de córnea.
Neste ano conheci muita gente bacana, e “não conheci também” alguém interessante, explico, é que depois de muito tempo li alguns comentários em postagens antigas de um anônimo em especial, cara legal, sério, adorei a preocupação em tentar de certa forma, me entender, me ajudar, mas infelizmente (ou felizmente) sigo sendo uma incógnita, e começo a acreditar que assim sou, não por ter algum problema, mas simplesmente pelo fato de ter e defender valores e crenças não-padrão atualmente, ou não, talvez eu diga tudo isso por que realmente sou problemático, portanto tomem cuidado comigo, dizem que o pior cego é o que não quer ver, talvez a minha retida capacidade de perceber-me doente se torne perigosa, pois bem, eu posso ser então o pior doente, mas esse é o tempero, se eu souber o que sou e o que tenho, talvez eu perca o sal.  É galera eu prefiro ser esta metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”.
Agradeço a todos que passaram aqui, e prometo tentar melhorar sempre, e vai ser de graça, se não tiver "graça" é por que eu prefiro um blog anônimo a um famoso que custe 1,3 milhões do Ministério da Cultura, até por que esse valor não seria liberado para mim, um rebelde sem causa e ainda incompreendido (por alguns). Por fim um grande abraço para a colega blogueira Maria Bethânia. Parabéns para nós...

sexta-feira, 18 de março de 2011

Para quem quer saber o que faz e quanto ganha um político, se liga...

Escolher uma boa faculdade, um bom curso, depois estudar muito, se matar de estudar, e então passar no vestibular ou fazer uma boa prova no ENEM é condição necessária para quem quer ter uma profissão financeiramente bem reconhecida, certo? Errado.
Você sabe quanto ganha um deputado federal ou estadual ou um senador? Saiba agora, e lembre, eles não estudaram tanto quanto você para terem esse salário.
·         Senador:
·         Salário médio: R$ 16 mil
·         Auxílio Moradia: R$ 3.800 mil
·         25 litros de combustível/ dia, carro oficial
·         Verba Indenizatória (despesas de gabinete – lápis, papel, funcionários): R$ 15 mil (Eu compro lápis e papel mais barato. E me digam, na lista dos funcionários entram a secretária, o massagista, manicure e quem mais?)
·         Deputado Federal:
·         Salário médio: R$ 16 mil
·         Auxílio Moradia: R$ 3 mil
·         Verba Indenizatória (despesas de gabinete – lápis, papel, funcionários): R$ 15 mil
·         Passagens aéreas: R$ 4,7 e R$ 18,7 mil
·         Líder de Bancada e Vice Líder, Presidente ou Vice Presidente receberão comissão permanente de R$ 5.513
·         Deputado Estadual:
·         Salário médio: R$ 12 mil
·         Auxílio Moradia: R$ 2.250 mil
·         Jetons por sessão extra: R$ 619,20 (um bom motivo para fazer hora extra, o povo que pague)
·         Verba Indenizatória (despesas de gabinete – lápis, papel, funcionários): R$ 20 mil (lápis e papel custam mais caros para deputado estadual? Ou na lista dos funcionários entra mais alguém?)
·         Cota de postagens telefonia: R$ 5 mil
·         Passagens por ano: R$ 7 mil (viagem de férias garantida)
FONTE: TablePress
O interessante é que se você quer ser um médico, advogado, Publicitário ou qualquer outro profissional bem sucedido tem passar por pelo menos cinco anos na faculdade, depois se quiser receber um pouco mais, tem que estudar mais um pouco, se especializando, por exemplo, passando por um mestrado, doutorado ou coisa assim. Político não.  Para cada uma desses profissionais há um curso específico, mas para eles não, por quê? Você já se perguntou? Para o cara se candidatar e vencer eleições, às vezes não precisa nem saber o que faz um deputado, e nós pagamos (votamos) para ver. É tão louco pensar que somos tão irresponsáveis quando não exigimos formação específica dos funcionários que nós contratamos para administrar NOSSO dinheiro. Eles dizem para onde vai o dinheiro público, e às vezes verba pública vai para a “privada” (deles), quando não cabe na cueca, claro.
Mas trabalham muito, ou você não fica sabendo das sessões extras? Muitas para discutir reajuste nos seus salários, por que também recebem muito pouco, vocês não acham?
Galera, mundo a fora estão criando cursos até sobre a Lady Gaga, é verdade, e aqui? Quem vai tomar a iniciativa de formar esses caras?
Eu achei, em Minas Gerais.
A Faculdade Internacional de Cursos Livres oferece cursos de Deputado, Governador, Senador e se o reitor Dr.Omar ainda não pensou, aí vai a dica de contratar o Tiririca como garoto propaganda, talvez na próxima eleição, ele agora sabendo o que faz um deputado (ou não) possa convencer mais abestados a votar nele para presidente. Por hora eles já poderiam lutar para que o cara fosse o novo ministro da educação, pois para o curso ter valor só falta o reconhecimento do MEC. A faculdade oferece também cursos de Astrólogo, Camelô, Caminhoneiro, Coveiro ou Sepultador e centenas de outros, se de repente um desses interessar, o endereço é: www.faculdadelivre.com.br e por telefone: 0800 9401750. Só adianto que com matéria do R7(veja) é possível que eles neguem a existência do curso, como negaram a mim quando entrei em contato, e só queria elogiar a instituição pela iniciativa, sério, não queria fazer terror, e, como blogueiro carente que sou, gostei de ser chamado querido.

A faculdade existe de verdade, os cursos mencionados também, mas como já disse, só falta o reconhecimento do MEC. Pena é que o curso de deputado vai virar piada como tudo na política brasileira, o bom disso é que temos assunto para o blog, o meu é claro, que é de graça, não o da Bethânia avaliado em R$ 1,3 milhão.

terça-feira, 15 de março de 2011

Século XXI- É tudo pirata, mas garantem que é melhor

Na televisão nada se cria tudo se copia, disso ninguém tem dúvida, e o pior é que a galera quer vender um produto “pirata” garantindo que é melhor que o do concorrente.
A televisão é só um exemplo de tudo que nos oferecem como entretenimento no século XXI.
Uma prática comum no supermercado é escolher o melhor produto, ou o mais barato em meio a muitas marcas, às vezes não há diferença entre o arroz da propaganda e o que você nunca ouviu falar. Na música, na moda, nos filmes, na internet e na televisão não vem sendo diferente, as prateleiras estão cheias para que a gente escolha. O problema é que estão nos oferecendo o mesmo produto em embalagens diversas, quer um exemplo? BBB 1,2,3... e A Fazenda 1,2,3..., Quer outro? Restart e Cine . Mais um? Aquele monte de quadro que reforma a casa da galera, a disputa para saber quem faz mais sensacionalismo que começa no programa de sábado à tarde e termina no programa do domingo à noite. Ainda não está convencido? Sertanejo universitário te diz alguma coisa? Todo mundo na mesma batida, calça apertada e voz irritante.  A galera está acreditando que para dar certo basta imitar alguém de sucesso, as prateleiras então se entopem de Luans, nas lojas os estoques esvaziam de calças coloridas e os cabeleireiros funcionam no modo automática, “-O  mesmo corte do Justin, não é?”, corre risco do meu avô passar por lá e sair com o penteado do Justin, que para loucura dos que aderiram à franja arrumadinha, agora bagunça um pouco o cabelo que está mais curto e espichado para cima.
Passou o tempo em que tudo igual era um caminhão carregado de japonês, basta um carinha fazer sucesso com um cabelinho diferente que todo mundo vai e corta igual, se veste igual, e como fiéis seguidores fazem tudo que ele disser ou fizer.
Na internet a “modinha” é falar mal de todo mundo, e tem muita gente fazendo isso tentando seus 15 segundos de fama. "A modinha é falar das modinhas", viram que Felipe Neto, que é ator, deu certo e mesmo sem conteúdo estão metendo a língua em todo mundo.
E você?
E eu? Eu sigo tentando ser original, e ser original não significa só elogiar ou só criticar todo mundo, basta ter bom senso e falar do que você realmente entende, ou ouviu alguém que entende falar, mas só fale se concordar é claro, por que hoje em dia basta postar  qualquer me#da de 140 caracteres que vira Trending Topic no twitter para uma multidão de followers babacas e sem informação, verdadeiros parasitas de opinião entrarem no mesmo barco e postarem a mesma coisa sem nenhuma gotinha de responsabilidade.
O Lobão, VJ desempregado, e dizem que cantor e compositor, fez o Restart “chorar”, isso não vale galera, não gostar é uma coisa, acreditar que os caras não têm talento, até eu sei e já disse, mas esquecer que são crianças é demais, coroa. O Lobão falou que os caras não tinham cultura para fazer música, entrou na lista Fiuk e Luan Santana lógico. Assim falou Lobão.
Até onde nós podemos ir com nossas críticas? O Lobão precisa entender que o tempo dele passou, e que tem ser muito bom para permanecer. Tá... tudo bem que o que se vê por aí não é bom, mas se no Brasil não oferecem coisa boa para ouvir o melhor a se fazer é procurar no exterior, infelizmente, você não é obrigado a ouvir esses caras, e eles não têm culpa, são produtos e só tocam se tiverem quem compre, e tem.
Se eles não têm cultura é por que ensinaram errado, talvez eles não tenham o que o Lobão acha que é cultura, o Brasil parece não saber ou não se importar mais com isso, pior é que justo o baterista da Restart, afirmou não saber se havia civilização na Amazônia e que sonha (ou sonhava) tocar no meio do mato. Assim fica difícil defender...
Na verdade eu acho que o Lobão quer voltar para a MTV, já que o PC Siqueira, sucesso na rede pelo que diz em seu vlog, foi contratado pela emissora em 2011. Eu sei que ele realmente acredita no que disse, porém  dessa vez foi mais agressivo, é... acho que ele quer causar, e causou, e então voltar.
Bem, por isso ele reinou no twitter essa semana, o empresário do Luan Santana respondeu às palavras de Lobão no micro blog:
- Ouvi você falando mal do Luan, Restart e do sertanejo na Pan. Você sim deve ser um bom exemplo pela sua história de vida, né?
E o Pe Lanca chorou...

sexta-feira, 11 de março de 2011

Barack Obama sofreu bullying, quem não sabia?

Mais um papo social, serviço de utilidade pública em meio a tanta inutilidade.
Em discurso na tarde de quinta-feira (10), o homem mais poderoso do mundo disse ter sofrido bullying e virou umas das notícias mais comentadas do dia, confesso que não entendi o espanto, o cara é negro, e você já viu em algum lugar do mundo enojadamente “civilizado”, industrializado, e talvez por isso, emburrecidamente preconceituoso, um negro não ser alvo de piadinha de mau gosto? Ah... Esqueci que o mundo também precisa ser ridiculamente hipócrita para eleger as orelhas de abano e o nome diferente como os motivos de piadas quando na verdade queriam chamá-lo de negro, e isso, para os babacas da escola, já seria suficientemente engraçado, idiota rir de qualquer coisa mesmo. A galera foi hipócrita o bastate para mascarar o preconceito racial, o que é comum acontecer, e o esconderam usando uma máscara tão criminosa quanto o racismo emcubado.
FONTE: R7
Quer uma cena que ilustra bem isso? Em um dos episódios de “Todo mundo odeia o Chris”, ele mostra como um negro é visto por essa sociedade, na cena uma pessoa definia a pessoa negra, falando uma série de coisas como o que vestia, alguns sinais etc., quando o narrador fala a maior verdade da série “tudo que ele queria dizer era: Ele era negro, vestia negro, tinha também um pouco de negro por aqui...”.
Com o Obama e qualquer outro negro em qualquer lugar do mundo não seria, nem é diferente, afinal ele tinha “orelhas negras, nome negro, vestia negro e tinha um pouco de negro por aqui...”, essa era a graça da piada, eu sou um pouco mais esperto para entender que não tem graça alguma, precisa ser muito burro para achar isso engraçado.
E não estou aqui condenando somente o preconceito racial, essa história de bullying, seja ele com quem for, é uma das coisas mais nojentas do ser humano, na verdade quem faz isso esqueceu que é gente há tempos. São “coisas”, por que nem um cavalo se comporta como os tais.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Uma população reduzida e hospitais lotados. Foi disso que falei...

Não foi profecia, foi dedução, irresponsabilidade é a condição necessária para “curtir” o carnaval. Babaca, otário, besta e sei lá mais o quê, é o cara que tem bom senso, pois responsabilidade não combina com carnaval por que não combina com bebida, direção, muito menos com a certeza de estar vivo na quarta-feira.
 A população foi reduzida, mas que a presidenta não ache que tem menos gente para se preocupar, pois enquanto morria muitos, camisinhas estouraram ou nem foram usadas e agora umas menininhas bonitinhas já estão encarregadas de fazer crescer o número de crianças sem pai no país.
Manchete da quarta-feira de cinzas:
Mortes em estradas federais no Carnaval já são 32% maior que em 2010
Balanço da PRF revela que há um acidente a cada dois minutos
A divulgação dos números oficiais acontecerá na quinta-feira (10) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF)
O relatório divulgado na manhã desta quarta-feira (9) mostra também que 437 pessoas foram presas por conta de embriaguez durante a operação.


Para as mulheres esse carnaval foi especial, não por que algumas delas saíram sem roupa na avenida, isso é de praxe acontecer, afinal roupa também não combina com carnaval, assim como carnaval parece não combinar com respeito a elas, e o pior é que a mídia escolhe os piores modelos, é triste, mas o homem não se veste de mulher para dançar “a posição da rã” ou o, já falado, “rala theca no chão”, nem são homens que cantam o refrão mais “prostituidor” destes dias: hoje eu durmo lá embaixo na casa dos machos, na casa dos machos, será que dormem? Quem cantaria isso? Uma vaca? Touro é macho...
Enfim, são mulheres sem nenhuma gota de moral, escolhidas a dedo para defender o gênero, aí fica difícil sua filha crescer e não querer ser vista e usada como elas, pois isso “é ser mulher” nos dias de hoje. Pensando em tudo que se cantou sobre, e para elas nesses dias, acho que o 8 de março, dia internacional da mulher e último dia de carnaval no Brasil, não foi tão especial assim.
Mas acabou, o bom do carnaval é que ele só acontece uma vez por ano, agora só em 2012 com novo hit e um público feminino também diferenciado, já que as meninas que não tomaram a pílula do dia seguinte por estarem bêbadas demais para chegar à farmácia mais próxima, estarão ocupadas cuidando de suas lindas crianças recém nascidas e sem pai. Melhor que nem estar vivo, uma realidade para muita gente, culpadas e inocentes.
Carnaval agora só em 2012, se o mundo tiver que a acabar no ano que vem, seria bom que isso acontecesse antes disso... Pensando bem, poderia ser no Carnaval aí todo mundo morreria feliz, bêbados ou usando as camisinhas que o gorverno paga milhões.

sábado, 5 de março de 2011

Carnaval no R7, é mulher pra todo o mundo...

“Moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza, mas que beleza em fevereiro (ou março) tem carnaval”, e tem gente dançando nas ruas, atrás do trio elétrico, pessoas fantasiadas, e gringo, claro, sabendo disso o R7 na quarta-feira dia 02 de março resolveu ajudar. Ajudar não sei a quem, se às brasileiras encalhadas ou aos gringos a confirmarem seu pensamento sobre a prostituição no Brasil, a manchete era a seguinte:
“Veja dicas de como paquerar gringos durante a folia”
Que o Brasil recebe turistas do mundo todo no Carnaval você já sabe. Que a paquera rola solta durante a folia também. Mas o que fazer quando o idioma é um empecilho...? Assim iniciava o texto.
Digam se não é motivo suficiente para a gringalhada sair por ai espalhando a fama que já ofendeu a tantas mulheres brasileiras. Eu não retiro o que disse (ver postagem), minha mãe continua rigorosamente respeitável, mas me constrange que queiram apresentar brasileiras atiradas em dias onde tudo é tão sugestivo, as danças, as letras tudo insinua sexo. Faça o teste, imagina uma mulher pouco vestida, ou nem um pouco vestida, já que nesses dias quanto menos roupa melhor, te olhando e dançando a coreografia do “rala theca no chão”. Não dá para pensar em outra coisa.
- Acho que o instinto deve falar mais alto, ou a linguagem do corpo... As pessoas acabam se entendendo!
Palavra de um gringo potencialmente tarado, e instalado no Brasil, imagina por quê?
Realmente a linguagem corporal diz muito, nesse caso a dica que se pode dar é correr para esquina mais próxima e rodar uma bolsinha vagabunda com uma maquiagem mais vagabunda ainda, com certeza sozinha você não vai ficar e ainda vai descolar uma grana, se prefere dólar ou se realmente quer alguns minutos com um gringo, para que não corra riscos de receber em real, o espanhol Tony Cebrian, que mora há sete anos no Brasil, dá a dica:
- Basta saber falar kisses [beijos em inglês]! O Carnaval facilita muito as coisas, é só alegria!
Depois disso ninguém precisa falar mais nada, afinal “as pessoas acabam se entendendo” e “o carnaval facilita as coisas”.

quinta-feira, 3 de março de 2011

"Dia de banquete". Era uma vez, Aracoiaba (de novo)...

Era uma vez uma cidadezinha longe, bem longe, lá perto do fim do mundo, onde Judas perdeu as botas e o vento faz a curva...
Cidade do Nordeste, onde chuva poderia ser sinal de bênção, e é, até o momento dela querer invadir sua casa ou seu trabalho, na verdade a chuva em si não é o problema, a questão é que na cidadezinha costumaram batizar cavalos que aprenderam alimentar bueiros, toda sacola ou papel vira alimento para eles, suas bocas abertas estão sempre ocupadas com sacos e sacolas de todas as cores e sabores. O rei–presentante da cidade também contribui, latas para quê se o lixo tem para onde ir? É! O lixo da cidadezinha tem novo rumo, quando chove ele é levado até o bueiro mais próximo e por ele será tragado, devorado. Ahh... E tem cavalo que encurta esse caminho e suas sacolas são jogadas em qualquer lugar bem próximo a esses bichinhos. Acontece que nos dias de chuva todos os esgotos ficam ocupados, é dia de banquete, lixo dos quatro cantos da cidade estão no cardápio, eles não param nem para tomar água, e esse é o problema, como a água da chuva não tem para onde escoar ela se acumula transforrnando a cidade em um verdadeiro rio que se estende das ruas ao interior de lojas e casas. O bacana é a experiência de ter um rio na sua porta, de sentir-se nas ruas de Veneza, pena que quando chove a água é indomável em certos pontos e em pouco tempo ela invade casas, fazendo surgir o medo de perder tudo, de a água querer levar aquilo que se conquistou com tanto esforço.
É galera, como toda estória tem seus momentos de tribulação, em que o mocinho paga pelo bandido, exatamente na tarde de terça-feira 01 de março de 2011, choveu como nunca na cidadezinha, o jornalismo local e sensacionalista tem imagens.



Também, como em todo conto de fadas, quando tudo parece ter se resolvido,Than- ran... Lembra da cinderela? Quando toda a sala está limpa e enxuta a madrasta vem e vira o balde de água suja.
Quando a água escorre a cidadezinha servirá de barriga de aluguel para seu próprio vilão, os copinhos descartáveis, por exemplo, vão servir de abrigo para o vilão mais dengoso de todos, dengoso e subestimado.
Perder para Dengue é prova de que não só na cidadezinha, mas em todo o país costumaram batizar cavalos, só pode ser, é inadmissível que ainda se morra de Dengue. São atitudes tão simples, tão claras e o pior é que o mosquito desgraçado voa, é nesta hora que o mocinho paga pelo cavalo batizado que têm em casa garrafas de cerveja, pneus velhos, copos descartáveis guardados de maneira errada.
Mesmo que se zanguem, nada de dengo, nós criamos o vilão, tomar atitudes simples pode salvar vidas, a sua e de seus vizinhos.

Enquanto isso no Ocioso...